Importância da suplementação desportiva

Os praticantes de exercício físico conhecem bem a importância da alimentação para um melhor desempenho. Em matérias anteriores já abordamos alguns cuidados básicos que qualquer desportista deve seguir. Hoje o nosso foco é a suplementação desportiva já que mesmo tendo uma boa alimentação, a atividade física pode consumir todas as reservas energéticas.

De salientar que nenhum suplemento substitui uma alimentação cuidada e variada. Os suplementos são importantes para compensar certas exigências energéticas que a atividade física intensa desencadeia.

Suplementação Desportiva

Mesmo seguindo uma dieta equilibrada, muitas vezes, certos nutrientes encontram-se em quantidades mais baixas comparativamente às necessidades do praticante de atividade física.

Importância da suplementação desportiva

Se faz exercício físico para perder peso ou para manter a boa forma física ou se é atleta de alta competição tome nota que a suplementação desportiva pode ser um bom aliado na conquista dos seus objetivos já que, com frequência, as reservas que o nosso corpo tem não são suficientes.

Muitos são os atletas que sentem dificuldade em manter o nível de energia durante o treino. A perda de água e sais minerais (através da transpiração), o esgotamento das reservas de açúcar e a diminuição de glicemia conduzem a um cansaço crescente, desmotivação, dores de cabeça,…

Os suplementos permitem uma melhor performance durante o treino, evitam lesões e auxiliam numa recuperação muscular mais rápida. Mesmo tendo uma alimentação cuidada e variada, a prática da atividade física é responsável por uma perda adicional de nutrientes que, pode ser compensada com suplementos nutricionais (adequados).

Quem deve tomar suplementação desportiva?

Todos os praticantes de exercício físico podem tomar suplementos. Deve informar-se junto do seu nutricionista ou junto do profissional que o acompanha nos treinos.

Há variadíssimos suplementos e estes devem ser escolhidos tendo em conta o tipo de exercício, o grau de exigência, o objetivo do atleta, as suas características físicas e fisiológicas. Lembre-se que cada modalidade tem exigências muito particulares e cada organismo é único.

Há suplementos ricos em vitaminas, outros em carboidratos, outros em aminoácidos, outros ainda em minerais, entre outros.

Importa escolher o suplemento que melhor responde às exigências da sua atividade física e saber qual a dosagem a tomar e o horário mais indicado para a toma. A título de exemplo, minerais como o sódio ajudam na absorção da água e do açúcar (a nível intestinal). As vitaminas C e E ajudam a proteger os tecidos dos radicais livres. A proteína de soro de leite contém cálcio e vitaminas e é isenta de glúten e lactose.

Os suplementos não são medicamentos. No entanto, devem ser consumidos de acordo com as indicações do profissional que o recomendou já que exageros também não são desejados e podem conduzir a uma sobrecarga do fígado e da função renal.

Os suplementos são produzidos em laboratório e permitem corrigir as necessidades fisiológicas naturais de quem pratica exercício físico.

Treinos intensos, desgaste físico e fadiga muscular, desidratação, desmotivação são alguns dos sinais que devem levar o atleta a repensar a toma de suplementos e a procurar ajuda especializada nesse sentido.

Leave a Reply