O que comer depois do treino?

Como decerto já sabe, a alimentação é um factor essencial para conseguir atingir os seus objetivos no ginásio, quer os mesmos sejam para ganhos de massa muscular, quer para perder peso. Deste modo, mesmo que se aplique afincadamente no seu treino quotidiano, a alimentação depois do treino é essencial para otimizar os seus resultados. Deste modo, neste artigo, vamos ver o que comer depois do treino, bem como algumas informações úteis que podem ajudar a melhor a sua alimentação, recuperação muscular e, em geral, a sua condição física.

A alimentação depois do treino

bulking arnold

Depois do treino, especialmente o treino de alta intensidade que consome recursos que tem armazenado com a sua alimentação, os músculos necessitam de fontes de proteínas e de carboidratos, que permitam reequilibrar os seus níveis. Isto é importante porque este equilíbrio faculta as bases tanto para a recuperação muscular como para a hipertrofia.

É precisamente a comida pós treino que permite fornecer os carboidratos, bem como as proteínas que o corpo necessita, cujas fontes alimentares são sobejamente conhecidas, mas que vamos indicar as principais abaixo.

Alimentos ricos em proteínas

Existem vários alimentos ricos em proteínas que podem ajudar no processo de recuperação pós treino, como:

  • Carnes magras (galinha e peru)
  • Leite e derivados
  • Lentilhas
  • Nozes
  • Ovos
  • Peixe (como o salmão e o atum)

O leite com chocolate, por exemplo, é uma opção cada vez mais utilizada, porque permite fornecer ao corpo tanto carboidratos como as proteínas necessárias para a recuperação e crescimento muscular. Além disso, faculta ainda fluidos para substituir os que foram perdidos no treino, bem como sódio e açúcar, ingredientes que ajudam também a recuperar os índices energéticos.

Os suplementos de proteínas

Além dos alimentos ricos em proteínas que pode incluir no seu plano alimentar a seguir ao treino, pode recorrer também a suplementos, especialmente quando existe um espaço temporal significativo entre o fim do treino e a refeição. A whey protein, por exemplo, é um dos principais suplementos tomados pelos atletas para a recuperação pós treino e deve ser tomado cerca de 30 a 60 minutos após o treino, ou seja, a altura em que o corpo mais precisa de proteínas para restabelecer os níveis proteicos do corpo, mas precisamente nos músculos.

Para o efeito, pode dissolver o pó da whey em leite, que é um alimento que também contém esta proteína, criando um batido que lhe ajudará a otimizar a recuperação muscular.

O papel dos carboidratos depois do treino

A comida pós treino, contudo, não deve incluir somente fontes de proteínas, especialmente quando o objetivo passar pelo aumento da massa muscular.

Após o treino, os músculos também ficam com níveis reduzidos de glicogénio, isto é, a forma armazenada de carboidratos, a qual ajuda no processo de contracção muscular durante o levantamento de pesos. Deste modo, para restabelecer o armazenamento de glicogénio após o treino e fomentar o processo anabólico, isto é, de crescimento muscular, é preciso incluir na sua alimentação também boas fontes de carboidratos, as quais devem ser de digestão rápida.

O próprio leite é uma fonte de carboidratos simples, mas existem outras fontes de carboidratos de digestão rápida que podem ser consumidos após o treino, como o arroz branco, algumas frutas como a banana, os cereais e o próprio pão.

As boas fontes de proteínas bem como as de carboidratos supracitadas permitem criar as condições necessárias não só para uma recuperação muscular adequada, mas também para a recuperação dos níveis energéticos.

Como se verifica, a alimentação depois do treino tem um papel bastante significativo para os praticantes de fisiculturismo, pelo que não deve nem pode ser negligenciada, se quiser acelerar os seus ganhos e recuperação muscular.

Leave a Reply