Dicas para sobreviver ao Natal e à Passagem d’Ano

Estamos em contagem decrescente para o Natal e já conseguimos antever o “deslize” que será. O doce feito pela avó, o bolo-rei da pastelaria ao lado da casa da tia, as rabanadas que só a mãe sabe fazer… e podíamos continuar a enumerar todas as nossas predições. Ora, mas o Natal sem estes docinhos não seria o mesmo. Será que há dicas que poderão minimizar o impacto desta festa no nosso peso?! Sim, há!

doces natal

Deixamos-lhe aqui algumas dicas que o ajudarão a enfrentar esta quadra. Siga os nossos conselhos também na Passagem d’Ano já que o triste fado “atrás de uma desgraça vem outra” assenta que nem uma luva neste mês de Dezembro.

Modere no prato principal e abuse dos legumes e hortícolas. Assim quando chegar o momento das sobremesas estará mais saciado.

O bacalhau tradicional com couves é uma escolha saudável. Alternativas como bacalhau com natas traduzem-se em mais calorias.

Reserve o dia de Natal e a Passagem d’Ano para comer tudo o que de melhor há nesta quadra. Comer uma semana antes ou uns dias antes rabanadas, bolo-rei… não é aconselhável. Reserve o seu apetite para os dias de festa.

Como os doces típicos do Natal se repetem na maioria das mesas na Passagem d’Ano opte por não provar todos no Natal. Escolha o que mais lhe apetece comer no dia de Natal e reserve alguns doces para provar na Passagem d’Ano. Assim “divide” as calorias pelos dois momentos que é como quem diz “divide o mal pelas aldeias”.

Pratique exercício físico nos dias que antecedem as festas e nos dias seguintes. Uma simples caminhada de meia hora já é bem-vinda.

Beba muita água ao longo do dia.

Usufrua dos momentos de convívio às refeições. Coma devagar e converse com a sua família. Comer rápido não promove a saciedade.

Leave a Reply